Moradora da cidade de Nova Iorque, EUA, a ilustradora Andrea Tsurumi não pegou o caminho mais fácil para sua carreira profissional. No começo de sua jornada, ela ganhou experiência em uma agência literária e em uma grande editora.

Esses empregos esculpiram um caminho bem definido na editoração, mas ao invés de trilhar uma carreira corporativa, Andrea escolheu trabalhar como ilustradora freelancer em tempo integral.

Tomar essa decisão foi uma aposta arriscada e definitivamente valeu a pena. Hoje, Andrea atende clientes como “The New York Times“, “The San Francisco Bay Guardian“, e “Pinguin Books” e ainda tem tempo para projetos pessoais, ensinando e ministrando palestras.

Seu quadrinho “Andrew Jackson Throws a Punch” (Na tradução literal: “Andrew Jackson dá um soco”) ganhou o Prêmio Mocca de Excelência em 2013 e “Dance Party” (Na tradução liberal: “Festa Dancante”), outro quadrinho de Andrea, foi selecionado para “Lista de 2013 dos mais notáveis quadrinhos dos EUA”.

“É necessário tempo, anos talvez, para conseguir desenvolver as suas habilidades e lançar um trabalho próprio. Meses de trabalho, dois ou mais trabalhos ao mesmo tempo, trabalhar 7 dias por semana, às vezes 11 horas por dia. Trabalhar finais de semana, de dia, à noite, feriados e ainda participar de eventos da sua área de atuação. E ainda assim você nunca terá tempo suficiente para fazer tudo que deseja.” – diz Andrea.

“Trabalhar com ilustração é uma profissão que exige muito amor, muita dedicação e trabalho pesado. E muitas vezes não se é pago ou é mal pago pelo seu trabalho. Como freelancer e workaholic é difícil saber como definir meus próprios limites, porque o trabalho parece simplesmente nunca acabar. Por isso é importante reavaliar: O que eu preciso fazer para desenvolver um bom trabalho?, O que eu preciso fazer, para fazer o trabalho que eu quero fazer?, O que eu preciso fazer para ganhar mais dinheiro?, O que eu preciso fazer para nutrir os meus relacionamentos e levar uma vida equilibrada? O que isso realmente significa?”

“Ter uma imagem mais clara possível de minha situação tem me ajudado a escolher meus projetos de maneira mais criteriosa, otimizando o tempo e ajudando a tomar decisões mais saudáveis para o equilíbrio entre o trabalho e a minha vida pessoal. Analisando e organizando minha situação, consigo as informações que preciso para tomar melhores decisões nos negócios e a debater melhores formas de trabalhar.”

“Tudo que escolho fazer é à custa de outra coisa, e às vezes isso é cuidar de mim ou a construção de boas memórias, e a questão é, às vezes eu me sacrifico fazendo trabalhos que são mais importantes para mim. Este é um caminho que constantemente tem me questionado sobre minhas escolhas e opções, o que francamente é desgastante e assustador. Mas lembra sobre ser um trabalho de amor? Eu sei que amo isso. E não sei se isso é suficiente para construir uma carreira próspera e duradoura, mas é definitivamente algo para se construir uma vida toda a frente. ” – diz Andrea.

Para ver a entrevista completa, clique aqui.

Não conhece o Model Home ainda? O Model Home é uma plataforma gratuita, específica para os segmentos de arquitetura, engenharia, design de interiores e decoração, que tem como objetivo aproximar fornecedores e clientes. Através do Model Home, os profissionais podem expor gratuitamente seus trabalhos para milhares de pessoas que buscam por profissionais, inspiração e ideias para projetos de suas casas ou apartamentos. Cadastre-se já!