No começo da civilização houve uma série de inovações de materiais, como na Idade do Bronze e na Idade do Ferro, essas inovações nos trouxeram onde nos encontramos agora.

Portanto, faz sentido que a história da arquitetura também esteja profundamente enraizada nos desenvolvimentos das inovações tecnológicas da época.

Os arranha-céus nunca teriam atingido tais alturas sem desenvolvimentos em aço, por exemplo, e as fachadas nunca teriam diminuído o tamanho sem o concreto de casca fina.

Em uma época com tanto desenvolvimento tecnológico, não podemos deixar de salivar um pouco com as tendências de materiais arquitetônicos que estão surgindo agora.

Confira abaixo 7 inovações incríveis que podem transformar a arquitetura em um futuro próximo.

1 – Concreto Autocicatrizante

A maior problema do concreto são as inevitáveis rachaduras causadas pela exposição à água e produtos químicos. Mas os desenvolvimentos recentes de uma equipe na Holanda prolongam a vida útil desse material popular ao infundir concreto com esporos bacterianos que remendam rachaduras quando a água penetra.

Essa incrível inovação já começou a ser usada em projetos do mundo real, incluindo um conjunto de tanques de água na Holanda.

2 – Nanomateriais

A nanotecnologia está levando a ciência dos materiais para além dos limites do que antes parecia impossível .

Quando combinados com concreto de alta resistência, nanomateriais como os Nanotubos de Carbono (CNTs) criam um material tão forte tanto na tensão quanto na compressão que o vergalhão de aço não é mais necessário na construção, acelerando o processo de construção.

As possibilidades não param por aí. Outros desenvolvimentos incluem materiais ultra leves (super fortes), bem como outra forma de concreto auto regenerativo

3 – Inovações do Painel Solar

A nanotecnologia também poderia melhorar muito a eficiência dos painéis solares, possibilitando a incorporação de um único painel com uma enorme variedade de células solares individuais. Isso reduziria muito o custo da tecnologia, tornando a energia solar uma alternativa viável ao combustível fóssil.

Outras explorações para tornar a energia solar mais barata incluem células solares sensibilizadas corantes (DSSCs), o componente de tinta de silício da DuPont e painéis solares totalmente transparentes que podem substituir o vidro padrão em janelas em todo o mundo.

4 – Isolamento de aerogel

Quer se trate de alterações climáticas ou contas de energia simplesmente assustadoras, quase todo mundo está exigindo novos edifícios mais eficientes e mais verdes.

O isolamento é, portanto, um tema bem comentado, especialmente quando se trata de aerogel – não apenas um dos materiais mais leves disponíveis, mas também um dos melhores isoladores.

5 – Telhados que suam

Embora a ideia de um edifício “suado” pareça bastante desagradável, este novo material dos pesquisadores da ETH-Zurique tem como objetivo absorver a água quando chove e só a libera quando o calor é elevado a uma determinada temperatura.

A evaporação resultante, por sua vez, manterá a casa fresca. O efeito pode ser comparado com o processo do suor humano.

6 – Superfícies escorregadias

Parar a propagação da doença em um espaço confinado como um hospital não é uma tarefa fácil, envolve desinfecção contínua e até mesmo uma ocasional reorganização arquitetônica.

Mas agora uma equipe de Harvard está investigando uma alternativa que produziria uma superfície porosa com infusão líquida escorregadia que permitiria que as bactérias deslizassem imediatamente.

Além disso, o material poderia afastar poeira, gelo e pichações, tornando-se uma perspectiva tentadora para indústrias fora da área de saúde.

7 – Pavilhão de seda

Similar à nossa obsessão por diamantes como o “material mais duro da terra”, nosso fascínio pelo material natural da seda parece nunca diminuir.

Mais forte e mais leve que o aço, o material superfino ainda tem a vantagem adicional de ser super flexível. Os cientistas há muito tentam sintetizar o material (para dar um pequeno intervalo ao bicho-da-seda), mas não houve muito progresso.

Recentemente uma equipe do MIT encontrou uma maneira de controlar o “trabalho” dos bichos-da-seda para fazer para criar um pavilhão de seda – basicamente, imprimindo com minhocas.

SILK PAVILION from Mediated Matter Group on Vimeo.

Model Home

Não conhece o Model Home ainda? O Model Home é uma plataforma gratuita específica para os segmentos de arquitetura, engenharia, design de interiores e decoração, que tem como objetivo aproximar fornecedores e clientes. Através do Model Home, os profissionais podem expor gratuitamente seus trabalhos para milhares de pessoas que buscam por profissionais, inspiração e ideias para projetos de suas casas ou apartamentos. Cadastre-se já!